Esportes

Quer atuar no mercado esportivo? A tecnologia é um excelente canal!

A tecnologia trouxe novidades para tudo o que envolve o esporte: a prática, a gestão, a comunicação, o consumo… Como é de se esperar, esse fator impacta positivamente inclusive no mercado esportivo e possibilita o surgimento de diversas novas profissões. 

Quer saber mais sobre as novas possibilidades do mercado esportivo? Continue a leitura do nosso blogpost e confira! 

4 profissões do mercado esportivo impulsionadas pela tecnologia

Você quer atuar no mercado esportivo mas não sabe muito bem que tipo de profissão pode exercer? Abaixo listamos algumas funções que surgiram ou que se adaptaram graças ao advento de soluções tecnológicas.

Há espaço para quem desejar estudar estratégias no campo, analisar dados e até para trabalhar efetivamente como atleta. Confira!

Scout

Scout é uma palavra de origem inglesa que significa “explorar, verificar, analisar ou examinar”. No esporte, “scout” pode ser a análise da partida, dos jogadores e dos adversários ou pode ser o profissional responsável por tais análises, tão essenciais para o desenvolvimento de estratégias certeiras de jogo.

Na Major League Baseball (MLB), maior liga de beisebol do mundo, por exemplo, os clubes contam com equipes inteiras dedicadas às análises das estatísticas da equipe e dos adversários. No futebol, principalmente, a contribuição do scout também é bastante relevante no momento de avaliar contratações. 

Data Analyst

Embora tenha um papel bem semelhante ao do scout, o data analyst (analista de dados, em português) é o responsável por compilar e construir interpretações sobre dados mais gerais — como os de treinamentos e avaliações físicas. 

Os dispositivos chamados de “wearables” (vestíveis), por exemplo, são capazes de fornecer dados sobre os jogadores durante as mais diversas práticas: fisioterapia, musculação, treinos… Essas análises não só ajudam no desenvolvimento da performance dos atletas como também auxilia na prevenção de lesões e na reabilitação física dos mesmos.   

Community manager

Com uma influência enorme nos clubes e no cenário esportivo, as redes sociais e o marketing digital não ficariam de fora das profissões do mercado esportivo impulsionadas pela tecnologia

A função do community manager (em tradução livre, gestor de comunidades) é engajar as audiências e aumentar a base de fãs do clube ou da organização esportiva para gerar mais negócios e receitas.

Em outras palavras, essa figura é central para reforçar a comunicação com os torcedores, fazendo com que eles se tornem admiradores do time ou da organização.

Pro players

Ganhar dinheiro para jogar games parece um sonho, né? Mas já é realidade! O mercado de e-sports está crescendo a cada dia e as cifras envolvidas na contratação e nos salários dos pro players não nos deixam mentir. Por isso, essa é mais uma das carreiras em destaque no mercado esportivo.   

Pode até parecer fácil, mas tornar-se um pro player também demanda bastante esforço: é preciso dedicar-se a estudar o jogo e as melhores técnicas, a descobrir os hardwares ideais para rodar os games, a produzir conteúdos que geram mais engajamento e visibilidade e a identificar as principais oportunidades de contratação por times profissionais. 

E aí? Gostou do conteúdo? Acompanhe as nossas redes sociais e fique sempre por dentro das nossas publicações! Estamos no Instagram, no Facebook e no LinkedIN!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar